Livro: DESIGUALDADES REGIONAIS NO BRASIL


Werner Baer - Professor de economia da Universidade de Illinois, em Urbana-Champaign, Estados Unidos.

"A análise feita por Alexandre Rands Barros com a presente obra, contudo, supera todas as contribuições feitas até o momento. Com o olhar objetivo e aguçado que o caracteriza, o autor integra com maestria as perspectivas histórica, institucional, estatística e teórica, numa análise profunda da questão regional brasileira. Esta abordagem integrada e imparcial, feita com o objetivo de compreender a questão regional, e não de defender ou atacar abordagens existentes, constitui-se numa grande contribuição para a literatura de Economia Regional e de Desenvolvimento Econômico. É uma leitura obrigatória a todos os interessados em compreender e em buscar soluções para as desigualdades regionais no Brasil hoje".


(Depoimento publicado na contracapa do livro Desigualdades Regionais no Brasil)


Pedro Ferreira e Renato Fragelli – Professores da Escola de Pós-graduação em Economia (EPGE/FGV)

“O que parece ser a grande diferença no Nordeste é o baixo nível educacional de seus habitantes. Esse é o enfoque do excelente livro intitulado "Desigualdades Regionais no Brasil", do economista pernambucano Alexandre Rands Barros, recentemente publicado. Nele Barros utiliza técnicas estatísticas para medir a contribuição de fatores individuais ou locais para a desigualdade de renda entre o Nordeste e o Sudeste. Ele mostra que, depois de se corrigir por diferenças na quantidade (anos de estudo) e qualidade da educação; pelo fato de que há uma menor participação da população na força de trabalho, bem como um menor número de horas trabalhadas em média no Nordeste; e, finalmente, por diferenças no custo de vida; verifica-se que o PIB por unidade de trabalho efetivo no Nordeste é o mesmo observado no Sudeste. Em outras palavras: como menos educação implica em menor renda, o fato de a escolaridade média do trabalhador nordestino ser inferior à verificada no Sudeste explica a diferença de renda regional”.

“O diagnóstico não é o primeiro nessa direção, mas certamente o mais completo. Coloca o problema regional brasileiro em uma perspectiva completamente diferente da que v em prevalecendo até agora: a prioridade deve ser dada à educação. Um programa de redução da desigualdade regional de renda e de combate à pobreza baseado na atração de investimentos em capital físico somente repetirá erros do passado e será incapaz, como foi até hoje, de melhorar significativamente as condições de vida das populações locais”.

(Trecho do artigo "As desigualdades regionais", publicado no Jornal Valor Econômico em 18/01/2012)



Fernando Castilho - Jornalista, titular da coluna de economia do Jornal do Commercio


"Rands, nos apresenta um texto que é extremamente acessível a qualquer pessoa, embora tenha tido o cuidado de agregar ao trabalho um pacote de informações acadêmicas e distribuídas em quatro apêndices, que certamente farão a festa dos estudantes de graduação e pós-graduação de economia pelo que de inovador apresenta como proposta de debate acadêmico. Sim, ele ainda nos brinda com um interessante resumo sobre a história da formação econômica do Nordeste, que deveria ser leitura obrigatória a para a cadeira de Introdução ao Estudo da Economia de todos os alunos de graduação dos Departamentos de Economia das nossas universidades pela forma simples como explica a gênese do processo de desigualdade".


(Trecho da matéria "Uma nova ferramenta de trabalho", publicada no Jornal do Commercio, de Recife, em 27/08/2011).

DATAMETRICA

0 Response to "Livro: DESIGUALDADES REGIONAIS NO BRASIL"

Postar um comentário