rn: inadimplência recorde. A expansão e facilidade do crédito de ontem se transformaram no endividamento de hoje e no desemprego de amanhã...

A inadimplência acumulada no Rio Grande do Norte é de 50,2% nos quatro primeiros meses do ano. Em resumo, o índice aponta que para cada 10 pessoas incluídas no cadastro de restrição do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), apenas cinco conseguem quitar as dívidas e limpar o nome. O percentual é o pior registrado no Estado em cinco anos.

Diferente do ocorrido no mesmo período do ano anterior, o saldo atual de restrição de crédito mostra que são as mulheres que estão mais endividadas, mas os números da inadimplência revelam dívidas de pequeno porte, a maioria com valor que não ultrapassa a casa dos R$ 50, ou seja, de fácil quitação. 

Tendo em vista esse panorama, Augusto Vaz, presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas da capital potiguar (CDL/Natal), entidade detentora da licença de operação do SPC no RN, acredita que esses números poderão ser revertidos com alguma tranquilidade.

“É um cenário que não deixa de preocupar, pois não víamos um índice de inadimplência tão alto desde 2010. O perfil dessas dívidas, porém, ameniza um pouco a situação, por serem débitos de baixo valor”, comenta. 

O dirigente reputou as causas do aumento alarmante no número de inadimplentes à atual conjuntura econômica atravessada pelo País desde o ano passado. Para Vaz, o receio do mercado financeiro, aliado à inflação em alta, termina por causar um forte impacto na renda do consumidor, que acaba ficando sem condições de honrar os compromissos, uma vez que os salários permanecem estagnados.
- See more at: http://www.novojornal.jor.br/noticias/economia/devo-nao-nego#sthash.LFieu5QM.dpuf

0 Response to "rn: inadimplência recorde. A expansão e facilidade do crédito de ontem se transformaram no endividamento de hoje e no desemprego de amanhã..."

Postar um comentário