ADUTORA DO ALTO OESTE: Agora vai?

O Ministério da Integração Nacional informou que a adutora do Alto Oeste, que vai abastecer 26 municípios da região e beneficiar 208 mil pessoas, deve entrar em operação na próxima semana, após o término dos testes que estão sendo realizados em sua estrutura. Tão logo essa etapa seja concluída, o equipamento deverá ser inaugurado. No entanto, ainda não foi definida a data do evento.
Apesar de a obra estar sob responsabilidade da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) e futuramente, quando em funcionamento, ser operada pela Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), a adutora será inaugurada pelo governo federal, que financiou a sua construção.
Essa é uma das obras mais aguardadas pela população do interior do estado e uma das prioridades da administração estadual no combate aos efeitos da estiagem. Na semana passada a Semarh havia informado que a adutora ficaria pronta para entrar em funcionamento já na última quinta-feira (30), quando seriam finalizados os testes de operação e consertados vazamentos na estrutura. Contudo, por meio de sua assessoria de imprensa, o Ministério da Integração confirmou ao NOVO que esses testes só serão concluídos na semana que vem.
“As estruturas da adutora do Alto Oeste estão em fase final de testes com a conclusão prevista para a próxima semana. Após a finalização dos testes, a obra será inaugurada”, afirmou o Ministério por email.
Em contato com a reportagem, o titular da Semarh, Mairton França, justificou que o serviço sofreu um atraso: “Estamos concluindo os testes, houve um pequeno atraso com relação à ligação da energia nos equipamentos, mas já foi solucionado. Estamos aguardando que o Ministério da Integração indique um dia para a inauguração”.
A adutora do Alto Oeste estava paralisada desde 2013 e teve as obras reiniciadas na gestão de Robinson Faria. Ela será uma das mais importantes do estado, com quase 280 quilômetros de extensão. 

Concluída, a obra beneficiará a população das cidades de Itaú, Rodolfo Fernandes, Tabuleiro Grande, Riacho da Cruz, Umarizal, Olho D’água dos Borges, Lucrécia, Frutuoso Gomes, Antônio Martins e João Dias. (veja o mapa: subsistema Santa Cruz)
Operação Pipa leva mais de R$ 7 milhões por mês
O Ministério da Integração ainda confirmou ao NOVO que atualmente o governo federal investe uma média mensal de R$ 7,63 milhões somente para a ampliação do abastecimento de água no Rio Grande do Norte, por meio de 590 caminhões da Operação Carro-Pipa. Ao todo, informa o Ministério, 260.761 pessoas estão sendo abastecidas com essas ações.
“O auxílio do governo federal em programas de convívio com a seca para a região Nordeste está garantido, entre eles crédito para a o pagamento da Operação Carro-Pipa, instalação de poços e de adutoras emergenciais”, afirma a assessoria de imprensa da pasta.
A Operação Carro-Pipa beneficia cerca de 3,9 milhões de pessoas, que são abastecidas por 6.800 carros-pipa em nove estados da região do semiárido nordestino e no norte de Minas Gerais. Desenvolvido por meio de cooperação técnica e financeira entre dois ministérios, da Integração Nacional e da Defesa, o programa inclui contratação, seleção, fiscalização e pagamento dos pipeiros.
Nesta semana, o Diário Oficial da União (DOU), na edição da última terça-feira (28), trouxe uma portaria onde o governo federal reconhece a situação de emergência em 153 municípios potiguares devido aos efeitos da seca, que já dura cinco anos. O Governo do Estado fez o decreto de situação emergencial em março deste ano. Agora, fica facilitada a compra de equipamentos e contratação de empresas para a realização de ações de combate à seca, além da implantação de programas de assistência às vítimas.
NOVO JORNAL
---------------------------------------------------------------------------------


A previsão inicial para a operação da adutora foi o longínquo ano de 2010. Isso mesmo: 2010.

O TCU e a CGU auditaram a obra e encontraram irregularidades. A construção foi paralisada diversas vezes e por toda sorte de problemas.

A 'obra' serviu de propaganda para Wilma, Iberê, Rosalba e Robinson. E olha que todos disseram se tratar de uma 'prioridade'...

Observe o mapa:

Para evitar o colapso no abastecimento de Pau dos Ferros foi executada a obra de uma adutora de engate rápido:


Mais informações: AQUI

Leia também:

ADUTORA DO ALTO OESTE

0 Response to "ADUTORA DO ALTO OESTE: Agora vai?"

Postar um comentário