Pró-Sertão: O 'socialista' Tomba considera interessante o sistema de remuneração por produção das facções de costura. Que tal os deputados receberem por produção?

Repercussão na Assembleia Legislativa sobre a atuação do MPT em relação as 'facções de costura' em preto; comento em azul.

Retomando tema discutido em plenário na sessão desta quinta-feira (14), acerca do fechamento de fábricas e da perda de postos de trabalho no Estado, o deputado Fernando Mineiro (PT) afirmou que o Ministério Público do Trabalho (MPT) está agindo no combate a ilegalidades.

Não acredito que o Ministério Público esteja desrespeitando a legislação. O que tenho acompanhado é que estão sendo combatidas as ilegalidades cometidas pelas empresas em suas relações de trabalho”, afirmou.

Mineiro defendeu que o assunto merece ser aprofundado em audiência pública, a fim de se averiguar em que situações estão ocorrendo o fechamento das fábricas e as condições de trabalho dos empregados.

Em aparte, o deputado Tomba Farias (PSB) afirmou que em Santa Cruz, há alguns anos, chegaram a ser criados 1.300 empregos, a maioria na forma de ´facções` que funcionavam no sistema de cooperativas de trabalho. Mas depois, muitas fecharam as portas, reduzindo drasticamente a quantidade de postos de trabalho.

Era um sistema interessante, onde o trabalhador ganhava por produção e tinha um horário flexível. Havia pessoas que alcançavam a meta de produção em apenas dois dias de trabalho e ficavam livres para ter outra ocupação e renda”, disse.

O sistema é tão interessante que é replicado desde o alvorecer da revolução industrial inglesa... O deputado poderia sugerir aos seus pares que passassem a receber por produção, que tal?


Clique AQUI para conhecer como funciona o sistema (sweating system) interessante do 'socialista' Tomba.

Servidores
Fernando Mineiro também falou sobre ato dos servidores estaduais na praça 7 de setembro, na manhã de hoje. Ele ressalta a luta dos trabalhadores e aposentados pelos salários em dia e um conjunto de reivindicações da categoria dos professores.

-------------------------------------------------------------------------------
Em pronunciamento durante sessão plenária desta quinta-feira (14), na Assembleia Legislativa, o deputado Gustavo Fernandes (PMDB) repercutiu a ação civil pública impetrada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) contra as facções de costura que prestam serviços terceirizados ao grupo Guararapes Confecções. Segundo o parlamentar, a ação pode culminar em perdas de postos de trabalho no Rio Grande do Norte.

Porque perderia? Estando funcionando em conformidade com a legislação nada ocorrerá, certo?

Porque não defendem logo abertamente que vale tudo? Trabalho em troca de comida...

“O Ministério Público do Trabalho exige que a Guararapes assuma as responsabilidades trabalhistas com os funcionários das facções de costura, mas o grupo não pode assumir essas questões. Isso pode levar ao desinteresse da Guararapes em investir no Estado e, dessa forma, gerar mais desemprego no RN”, disse Gustavo Fernandes, citando ainda o recente fechamento da empresa Alpargatas, desempregando aproximadamente 400 trabalhadores.


O interesse do grupo empresarial citado pelo deputado é adquirir produtos de facções de costura que funcionam quase que em situação análoga a escravidão? 
Isso deve fazer um bem danado para a imagem da empresa.

Belo caminho!

O deputado lembrou que o país atravessa uma crise econômica e que são necessárias iniciativas para que novos postos de trabalho não sejam perdidos no Estado. “Sou contra a precarização do trabalho, mas é preciso unir esforços em favor de alternativas para essa situação. Coloco-me à disposição para, junto a outros deputados, dialogarmos com o Ministério Público do Trabalho. A nossa preocupação é, acima de tudo, em defesa do emprego do trabalhador potiguar”, concluiu o parlamentar.


Ué? Se o principal interesse é o 'trabalhador potiguar' então porque o mimimi? 

ALRN
-----------------------------------------------------------------
O assunto é polêmico e por isso resolvi fazer uma busca com termos associados. Vale conferir as matérias.

O resultado de pesquisa realizada no Google com os termos "facção de costura trabalho escravo". Retornou aproximadamente 55.500 resultados, com destaque para as 10 primeiras:

Hering e Riachuelo terceirizam parte da produção para oficinas do ...

reporterbrasil.org.br/.../roupas-da-hering-e-riachuelo-vem-de-oficinas-terceirizadas-n...
22 de dez de 2015 - facção [oficina] fechou e ficamos com os salários atrasados. ... É o jeito.” Fernanda foi funcionária de uma oficina de costura fornecedora da Hering. ... A suposta geração de postos de trabalho por meio do “Pró Sertão” é .... Não comprarei mais nestas lojas, pois não vou contribuir para o trabalho escravo.

Donos de oficinas pegam empréstimos para pagar direitos trabalhistas

reporterbrasil.org.br/2015/12/emprestimo-para-pagar-o-13o-salario/
22 de dez de 2015 - Em novembro, uma vistoria do Ministério Público do Trabalho (MPT) ... “Facção [oficina de costura] é um negócio que é seu, mas no qual você ...

Escravidão é flagrada em oficina de costura ligada à Marisa

reporterbrasil.org.br/.../escravidao-e-flagrada-em-oficina-de-costura-ligada-a-marisa/
17 de mar de 2010 - São Paulo (SP) – A ligação entre o trabalho escravo de imigrantes ... Oficina decostura fiscalizada produzia peças femininas para a Marisa (Foto: ...... Sou gerente de uma facçãomeu patrão esta tentando legalizar os ...

Fiscalização flagra trabalho escravo e infantil em marca de roupas de ...

www.bbc.com/portuguese/brasil-36574637
20 de jun de 2016 - Cinco bolivianos, incluindo uma adolescente de 14 anos, foram encontrados em oficina que produzia para a Brooksfield Donna; a marca, que ...

TRABALHO ESCRAVO HOJE | Jurisprudência | Busca Jusbrasil

https://www.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/busca?q=TRABALHO+ESCRAVO+HOJE
OFICINA DE COSTURA. CONTRATO de facção. INVIABILIDADE DA DELINEAção DE FRAUDE NA AUSência de prova CABAL, NO MOMENTO DA AUTUAçÃO ...

MTE flagra trabalho irregular em ateliê que fornece para a Renner ...

zh.clicrbs.com.br/.../mte-flagra-trabalho-irregular-em-atelie-que-fornece-para-a-renne...
27 de nov de 2014 - Depois de três meses de investigação, o Ministério do Trabalho e Emprego ... em condições análogas às de escravidão (pela lei, quando há trabalho ... de fiscalização na Oficina deCostura Letícia Paniágua Verdugues e se ...

Escravos são encontrados em oficina que produzia para a 775 ...

https://blogdosakamoto.blogosfera.uol.com.br/.../escravos-sao-encontrados-em-oficin...
17 de nov de 2010 - Escravos são encontrados em oficina que produzia para a 775 ... Além dotrabalho de costura, eram forçadas a preparar as refeições e a limpar ..... pois tal atividade, conhecida como facção é aceita tranquilamente pelo TST, ...

Luxo e Crime - Resultado da Pesquisa de livros Google

https://books.google.com.br/books?isbn=8580446139
Angela Klinke - 2012 - ‎Fiction
... baseada na coleção de marca própria usando facções terceirizadasde costura, piscava deforma sombria naquele blog: trabalho escravotrabalho escravo, ...

Fiscalização flagra trabalho escravo e infantil em marca de roupas de ...

g1.globo.com/.../fiscalizacao-flagra-trabalho-escravo-e-infantil-em-marca-de-roupas-...
20 de jun de 2016 - Cinco bolivianos, incluindo uma adolescente de 14 anos, foram encontrados em oficina que produzia para a Brooksfield Donna; a marca, que ...

ASN - Abvtex vê potencial no mercado de facções de costura do RN

www.rn.agenciasebrae.com.br/.../abvtex-ve-potencial-no-mercado-de-faccoes-de-cost...
11 de ago de 2017 - Abvtex vê potencial no mercado de facções de costura do RN ... limpa, semtrabalho análogo ao escravo e produzido de forma sustentável".

0 Response to "Pró-Sertão: O 'socialista' Tomba considera interessante o sistema de remuneração por produção das facções de costura. Que tal os deputados receberem por produção?"

Postar um comentário