Diaconia apresentará na Argentina experiência com os biodigestores sertanejos

Apenas a Diaconia e mais duas instituições representarão o Brasil no evento

As experiências exitosas na construção, execução e utilização do Biodigestor, aplicadas pela ONG Diaconia no Semiárido dos estados de Pernambuco e Rio Grande do Norte, serão apresentadas na 9ª edição do encontro da Rede de Biodigestores para a América Latina e Caribe (REDBIOLAC), que acontecerá no prédio da Bolsa de Cereales, centro de Buenos Aires, na Argentina, entre os dias 08 e 11 deste mês. Apenas a Diaconia e mais duas instituições – Embrapa Suínos e Aves, de Santa Catarina; e CIBiogás, do Paraná -, representarão o Brasil no evento.

Os assessores político-pedagógicos Afonso Cavalcanti e Ita Porto, irão falar sobre as estratégias desenvolvidas pela Diaconia para a convivência com o Semiárido no que se refere ao combate à desertificação e adaptação às mudanças climáticas. E uma dessas estratégias é o Biodigestor. Somente em Pernambuco e no Rio Grande do Norte, a organização já instalou mais de 300 unidades.

Os equipamentos foram inspirados no modelo indiano e construídos em pequenas propriedades rurais de base agroecológica nos dois estados. Eles contaram com o apoio da cooperação internacional como estratégia de produção de gás de cozinha, a partir de esterco animal, para diminuir o desmatamento e a emissão de gases de efeito estufa, além da produção de adubo orgânico para a produção de alimentos. Outra vantagem está no setor econômico, uma vez que os biodigestores eliminam o uso de botijão de gás, proporcionando uma economia de até 900 reais por mês [creio que tal economia ocorre por ano] no orçamento das famílias agricultoras.

Como resultado desta iniciativa, Afonso Cavalcanti destaca alguns avanços. “A tecnologia do biodigestor significou uma referência para políticas públicas possibilitando a instalação do equipamento em 395 casas do Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR) em vários estados brasileiros. Uma parceria entre a Diaconia e o Fundo Socioambiental da Caixa”, disse. Esta parceria ainda se estendeu para a construção de dez casas com o conceito de ‘Ecodignidade’, cujas unidades contam com outras tecnologias sociais – além do biodigestor -, como banheiro redondo, cisterna de 16 e 52 mil litros, equipamento para reuso de água e acessibilidade.

A Redbiolac atua em toda a America Latina e no Caribe. Tem como missão ser uma rede que reúna instituições ligadas à pesquisa aplicada e à difusão da biodigestão anaeróbia para estimular o tratamento integral e a gestão de resíduos orgânicos, como estratégias para melhorar o bem-estar da população desses países.

Diaconia - A Diaconia é uma organização de inspiração cristã, formada por 11 Igrejas cristãs evangélicas, que trabalha desde 1967 defendendo e promovendo Direitos Humanos. Atua em três estados da Região Nordeste e a Sede está situada na cidade de Recife/PE. Sua ação institucional se caracteriza pelo fortalecimento de grupos sociais e empoderamento de pessoas através de um amplo processo de mobilização de comunidades para a efetivação de políticas públicas que visem à transformação da sociedade; pelo desenvolvimento de tecnologias de convivência com o Semiárido; e pelos processos metodológicos, participativos e mobilizadores.


Tádzio Estevam - Assessor de Comunicação
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Resultado de imagem para biodigestor sertanejo
Foto do biodigestor sertanejo - blog Mural de Riacho da Cruz

No RN a Diaconia já instalou biodigestores em: Doutor Severiano, Pau dos Ferros, Rafael Fernandes, Olho D'água do Borges, Apodi, Caraúbas, Rafael Godeiro, Alexandria e Umarizal.

Resultado de imagem para biodigestor sertanejo
Foto: Diaconia


0 Response to "Diaconia apresentará na Argentina experiência com os biodigestores sertanejos"

Postar um comentário