redução das compras a prazo

Mais endividado e com menos dinheiro no bolso ao fim do mês, o brasileiro passou a comprar menos a prazo para evitar os juros altos do crediário e o risco de ficar ainda mais no vermelho. Um indicador que mostra essa tendência é o número de consultas para vendas a prazo ao banco de dados do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).
Houve recuo de 4,69% em abril em comparação com o mesmo mês de 2014. Foi a terceira baixa consecutiva e a mais intensa dos últimos 13 meses –em março de 2014, a contração havia sido de 4,83%. “As pessoas estão sem dinheiro e menos propensas a contrair dívida de longo prazo”, diz a economista-chefe do SPC, Marcela Kawauti, à Folha.
Folha.com

0 Response to "redução das compras a prazo"

Postar um comentário