Fantástico denunciou máfia das próteses no início do ano. Polícia federal informa que o esquema é disseminado em todo o país

As investigações sobre a máfia das próteses, que o Fantástico denunciou em janeiro, começaram a surtir efeito. Esta semana, foi decretada a prisão de oito pessoas envolvidas no esquema. Ente eles, médicos e representantes de empresas de distribuição de próteses para o coração. E o que vem a público agora tem causado muita angustia para os familiares de vítimas dessa fraude.
Uma dúvida atormenta a dona de casa Célia Guedes. A irmã dela, Gislene, morreu há 20 dias, depois de fazer uma cirurgia no coração. Dona Célia teme que a irmã tenha sido vítima da ganância do médico que a operou. A suspeita não é à toa.
O cardiologista Zandonai Miranda foi um dos sete presos esta semana pela Polícia Federal, acusados de participar da máfia das próteses, que o Fantástico denunciou no começo do ano.
Segundo a investigação, Zandonai teria recebido propina de empresas fornecedoras de próteses. Quanto mais próteses receitadas, mais dinheiro para o médico. Ele também é suspeito de cobrar as próteses do SUS, com base em laudos médicos falsos, fazer operações sem necessidade e até usar material vencido.
“O nome dele está na TV. Todo mundo sabe que foi ele que fez essas coisas ai na Santa Casa. Por que ele não pode ter feito com minha irmã? Por que ele não pode ter usado também de que colocou stents nela e não colocou ou se colocou, colocou velho?”, pergunta Célia.
Stents são próteses implantadas em artérias entupidas, para permitir a circulação. Uma senhora, que prefere não ser identificada, também foi vítima da quadrilha. Segundo o laudo emitido para o SUS, ela passou por uma cirurgia para a implantação de um stent. Só que, recentemente, ela fez um exame e comprovou que o stent não foi implantado. “Realmente eu não coloquei stent nenhum. Não tinha necessidade nenhuma de pôr stent, porque a minha veia não estava entupida”, conta.
O médico teria inventado a necessidade da operação. E cobrado do SUS a compra da prótese. “Eu acho um absurdo, sabe por quê? Eu não tive oportunidade de estudar. Eles tiveram oportunidade, chance, estudaram. Têm uma vida financeira boa. É uma profissão que é para ajudar o próximo. E olha o que eles estão fazendo. Eles estão roubando o próximo”, desabafa.
Também foram presos os médicos Gerson Miranda e Vágner Vinícius Ferreira. Este último foi solto, depois de fazer um acordo de delação premiada. Todos moram na mesma cidade do interior de Minas Gerais.
A polícia descobriu que o material cardiológico obtido por meio de fraude era desviado para ser usado nas clinicas particulares dos três médicos que foram presos em Montes Claros. Os três são sócios em pelo menos seis clinicas em cidades de Minas Gerais e da Bahia.
Foi decretada também a prisão temporária de donos e representantes comerciais de duas empresas que vendem próteses coronárias para todo o Brasil: a Signus do Brasil Comércio de Materiais Hospitalares e a Biotronik Comercial Médica. Elas são acusadas de pagar propina para que médicos usem exclusivamente seus produtos.
Um cardiologista da mesma região de Minas e com 10 anos de experiência confirma o esquema.
Fantástico: Você foi assediado?

Médico: Várias vezes. Por todas as empresas. Essas empresas oferecem vantagens, dinheiro, valores que variam de R$ 500 a R$ 1.200 por stent. Por prótese.
Mas, desde que o Fantástico denunciou essa máfia, o esquema começou a perder força.
Vendedor: Quando comparado janeiro, fevereiro e março de 2015 com relação a 2014, houve uma queda na colocação, nas vendas, entre 35% e 40% no mercado. E, as principais empresas que faziam os repasses pros médicos deixaram de pagar propinas.
Quem afirma isso é um representante de outra revendedora de próteses. Ele atuava no Rio Grande do Sul e afirma que a falcatrua era disseminada por todo o país.
Um médico de uma grande rede hospitais particulares da Região Sudeste afirma que o pagamento de propinas começa nos consultórios. “O médico que indica o procedimento não é o médico que vai fazer procedimento. Então acaba que ele também tem alguma dessa propina recebida que o médico que implantou e recebeu revertida para ele”, conta o médico. “O hospital tem conhecimento. E, como é algo que beneficia financeiramente o hospital, não existe nenhum tipo de represália e eventualmente existe até um incentivo que o médico continua fazendo isso”.
As propinas também aumentam os custos para os planos de saúde. A Associação das Empresas de Planos entrou com uma ação nos Estados Unidos contra alguns fabricantes de próteses. Os planos acusam os fabricantes de serem coniventes com o pagamento de propina pelas distribuidoras dos produtos aqui no Brasil.
“Nós estimamos que mais quatro ou cinco meses nós estamos com o processo pronto. Com essa máfia atuando nós estamos temos cirurgias desnecessárias, recirurgias e maior tempo de internação. Então não resta a menor dúvida que o que está em risco, está em jogo, é a segurança clínica dos nossos segurados”, avalia Pedro Ramos, diretor da Associação de Planos de Saúde.
“Nós temos a absoluta certeza que a prática criminosa que aqui investigada se estende pra todo o território nacional e para outros ramos da área médica”, afirma o delegado da Polícia Federal Marcelo Freitas.
As prisões desta semana devem ser apenas as primeiras.
Em nota, o advogado dos médicos Zandonai Miranda e Gerson Miranda negou que eles tenham recebido propina. E disse que os dois têm todo interesse em colaborar com as investigações.
Já o advogado do médico Vagner Ferreira informou que o cliente não iria se manifestar.


Também em nota, a empresa Signus do Brasil negou participação no esquema e classificou as prisões de arbitrárias.

A Biotronik informou que está acompanhando as investigações e que vai apurar internamente todas as denúncias.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Quando pensamos que já descemos até as profundezas da degradação ética, infelizmente, descobrimos que não existe fundo no poço.

Repugnante e assustador.

0 Response to "Fantástico denunciou máfia das próteses no início do ano. Polícia federal informa que o esquema é disseminado em todo o país"

Postar um comentário