Agricultura familiar, territórios e políticas públicas: diretrizes para uma agenda de pesquisa

imagem
Autoria: BIANCHINI, P. C.TAKAGI, M.PIRAUX, C.TONNEAU, J.-P.BIANCHINI, F.FERREIRA, M. A. J. F.SILVA, P. C. G. da
Resumo: A Agricultura familiar é caracterizada, essencialmente, pela produção agropecuária em pequenas propriedades com o emprego de mão de obra da própria família. Tem importante papel no abastecimento alimentar no mercado brasileiro, além de contribuir para a subsistência e incremento de renda de muitas famílias que vivem no Semiárido. Os dados apontam que mais de 70% dos alimentos produzidos no País são provenientes da agricultura familiar, que também tem papel importante na fixação do homem no campo. Nesse contexto, é necessário o desenvolvimento de tecnologias que otimizem a produção de alimentos no sistema da agricultura familiar, valorizando os saberes populares e a organização de diversos atores sociais. Para tanto, dois elementos devem estar em harmonia: a pesquisa científica e as políticas públicas. O primeiro é de fundamental importância para se criar as bases para que o segundo se consolide.
Ano de publicação: 2016
Tipo de publicação: Folhetos

0 Response to "Agricultura familiar, territórios e políticas públicas: diretrizes para uma agenda de pesquisa"

Postar um comentário