plano de desenvolvimento agropecuário do nordeste: microrregião de pau dos ferros é área prioritária para a ovinocaprinocultura

O diretor do Departamento de Produção Sustentável (Depros), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Arno Jerke Júnior, esteve reunido nesta terça-feira (26), em Natal, com representantes do Nordeste para debater o plano de desenvolvimento (clique no link para visualizar o estudo da EMBRAPA que fundamenta o investimento) agropecuário da região. A proposta tem como foco as cadeias produtivas do mel, da ovinocaprinocultura e bovinocultura de leite e prioriza 23 microrregiões em 277 municípios nordestinos.
Segundo Arno, o plano deve ser implementando o mais rápido possível. O Mapa, acrescentou ele, quer ser um importante parceiro dos estados na execução do plano, que busca o fortalecimento da classe média rural.
A reunião contou com a participação dos secretários estaduais de Agricultura do Rio Grande do Norte, Paraíba, Ceará, Piauí e Alagoas, do superintendente federal de Agricultura no RN, Woden Junior, do diretor-superintendente, José Ferreira Melo Neto.
Representantes de entidades como a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), federações estaduais de agricultura, Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) e Sebrae, e outros segmentos do agronegócio norte-riograndense e da Região Nordeste também estiveram na reunião.
Estudo
O fiscal federal agropecuário do Depros Jonathas Alencar apresentou as conclusões de um estudo elaborado pela Embrapa sobre os desafios e oportunidades para o desenvolvimento regional da agropecuária do Nordeste.
De acordo com o estudo, a região da Caatinga, onde estão 54% dos beneficiários do Bolsa Família, registrou evasão do campo para a cidade entre 1990 a 2000. O plano objetiva retomar a fixação da população no meio rural.
Na Caatinga, conforme o estudo, 95,6% são pequenos agricultores com menos de 100 hectares e geram 77,2 % da renda da região.
O presidente da Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Norte (Faern), José Alvares Vieira, assinalou que a CNA/SENAR sugeriu à ministra da Agricultura, Kátia Abreu, a instalação de uma cadeia produtiva temática para o semiárido.
MAPA

0 Response to "plano de desenvolvimento agropecuário do nordeste: microrregião de pau dos ferros é área prioritária para a ovinocaprinocultura"

Postar um comentário